Skip to Content

Blog

Promoção: “Amorexia 91 Rock”

A 91 Rock vai levar você para o teatro, para se divertir com a tragicomédia musical AMOREXIA! E além disso, alguns sortudos também poderão ganhar um delicioso almoço no Restaurante Bouquet Garni – Culinária Vegetariana.

Pra participar, leia o Regulamento desta Promoção, preencha o formulário abaixo com os seus dados e inscreva-se.

Inscreva-se aqui para a Promoção AMOREXIA 91 ROCK:

Nome (requerido)

Email (requerido)

Telefone (requerido)

Cidade

Marque a opção em que você ouve a 91 Rock com mais freqüência:
1. Website (91rock.com.br) 2. Aplicativo (TuneIn) 3. Aplicativo (Radiosnet) 


REGULAMENTO:

Descrição:
Esta promoção é valida somente para a cidade de Curitiba e Região Metropolitana.
Serão sorteados 16 convites para o espetáculo AMOREXIA – TRAGICOMÉDIA MUSICAL NUM CABARÉ, no período de 18 de Fevereiro de 2016 a 28 de Fevereiro de 2016 (no Teatro Guaíra, Auditório Salvador de Ferrante, em Curitiba-PR, Brasil) e mais 8 vouchers válidos para um almoço no Restaurante Bouquet Garni (em Curitiba-PR, Brasil).
Dentre estes 16 convites, 8 estarão acompanhados com vouchers do Restaurante Bouquet Garni.
Os participantes deverão acessar o website oficial da rádio 91 Rock (http://91rock.com.br) e fazer a sua inscrição no Menu PROMOÇÕES, preenchendo o respectivo formulário virtual.

• Os sorteios para esta Promoção serão diários, sempre as 18 horas (Horário de Brasília), a partir de Terça-feira, dia 16 de Fevereiro de 2016 até o dia 26 de Fevereiro de 2016 – e serão anunciados através da emissora pelo website oficial da rádio 91 Rock (http://91rock.com.br).
• Após os sorteios, Os resultados também estarão disponíveis no Menu: PROMOÇÕES: RESULTADOS, que deverá ser acessado também pelo website oficial da rádio 91 Rock (http://91rock.com.br).
• Não serão aceitas inscrições incompletas ou com dados alterados.
• O sorteio desta promoção é realizada automaticamente. Nenhum funcionário ou envolvido com a emissora 91 Rock tem acesso à realização deste sorteio.
• Como os sorteios serão diários e de consumo imediato, os sorteados/ganhadores, de cada convite e dia respectivo, terão até 3 horas antes do espetáculo para reclamar o seu prêmio.
• Os convites/vouchers deverão ser retirados pelo ganhador (com documento com foto) no local especificado.
• Os convites/vouchers sorteados são pessoais e intransferíveis, portanto cada participante deve estar ciente que deverá retirar o seu prêmio pessoalmente (com documentos em mãos).
• A 91 Rock não se responsabiliza pelo atraso ou ausência na retirada dos convites, no prazo determinado, por parte dos ganhadores. Após este prazo, o sorteio perde sua validade promocional.
• Os dados preenchidos pelos participantes para esta Promoção são confidenciais e sigilosos.
• O prazo de validade desta Promoção é: até as 18h do dia 27 de Fevereiro de 2016.

Amorexia: Tragicomédia Musical

AmorexiA – Tragicomédia Musical Num Cabaré 

Depois de duas temporadas de sucesso em 2014 e 2015 volta em cartaz no Guairinha o espetáculo AmorexiA .

Dirigido por Thadeu Peronne, AmorexiA reúne quatro textos curtos e contemporâneos de Douglas Daronco  -“Desejo”, “Da natureza dos peixes”, “Ferida”, “As Cegas” e trechos de “Vazio” compondo  a espinha dorsal do espetáculo que navega pelo tragicômico e surreal mundo do AMOR com histórias que pulsam e refletem as instigantes relações de amor, desejo e convivências sociais na sociedade. “A montagem navega pelo estranho e bizarro mundo dos relacionamentos humanos, convidando o espectador a um (re) conhecimento das diversas arestas dos amor que invade nossas almas” – comenta o diretor Thadeu Peronne que também atua no espetáculo.
Além de Peronne, compõem elenco os atores Marvhem HD cuja rara voz de contra-tenor interpreta genuínas canções dos antigos cabarés brasileiros e a atriz curitibana Marcelina Fialho vinda de São Paulo especialmente para o espetáculo. Eles vivem e narram histórias, que dialogam entre si e com o público, às vezes provocando e instigando a platéia a se desfazer de preconceitos para apreciar a montagem teatral em toda sua potencialidade e às vezes apenas fazendo rir do mundo e de si próprios.
A atmosfera de AMOREXIA,é inspirada nos antigos cabarés e se mistura com as correntes do Teatro de Vaudeville, Circo de Horror e Surrealismo, que trazem ao espectador também uma reflexão sobre a arte e a vida humana. “É um espetáculo intenso, que passeia entre a metáfora e a poesia, mostrando o que existe por trás de histórias trágicas, mas sem perder o cômico”, Amorexia habita no imaginário Cine Teatro Cabaré Amorexia que resiste a intensa especulação imobiliária, uma metáfora a resistência artística teatral.

O espetáculo segue recebendo artistas convidados.Para esta etapa a cantora inglesa especialista em músicas de cabaré Penélope White, o ator Ranieri Gonzales, a atriz e diretora  Mariana Zanette, o ator e pesquisador corporal MMachado Luann, a bailarina e atriz Lia Comandulli e a atriz e cantora Kassandra Speltri .

AmorexiA estreou no fim de outubro de 2014 com patrocínio da Lei Municipal e Incentivo de Curitiba e Incentivo do Banco do Brasil e Celepar. Em fevereiro de  2015 voltou em cartaz no Teatro Guaíra – Auditório Salvador de Ferrante Guairinha , ficando em cartaz por dez dias obtendo sucesso de público e ótimas críticas.

892_n (1)
FICHA TÉCNICA
Direção, Concepção Artística e Produção Thadeu Peronne

Textos de Douglas Daronco
Elenco: Marvhem Hardware , Marcelina Fialho e Thadeu Peronne
Assistente de Direção : Marvhem Hadware
Preparação Corporal e Coreografias : Inês Drumond
Criação de Sonoplastia: Ricardo Janotto
Cenário: Aorelio Domingues
Figurinos : Paulinho Maia
Maquiagem : Marcelino de Miranda
Iluminação: Rodrigo Ziolkowski
Divulgação : Thadeu Peronne
Arte do Material Gráfico e Designer : Márcia Széliga
Contra-regra : Gladson Targa

Fotógrafo oficial : David D’Visant

 

09_n (1)
SERVIÇO:
AmorexiA

Teatro Guaíra – Auditório Salvador de Ferrante – Guairinha 

Rua XV de Novembro 971 Centro Curitiba 

Data : De 18 a 28 de Fevereiro 

Horários : Quinta à Sábado 21:00 h e Domingos às 19h

Ingressos : RS 30,00 Inteira + taxa de RS 6,00 Total RS 36,00  e RS 15,00 meia + taxa de RS 6,00 total RS 21,00 

Classificação : 14 anos 

Informações: Teatro Guaíra (41) 3304 7900 , Diskingresso (041) 30150808 ou com a produção do espetáculo (041)96362133

INGRESSOS

www.diskingressos.com.br

Pai de Amy Winehouse celebra indicação ao Brit, mas critica filme.

‘Ainda odeio aquele filme’, declarou Mitch Winehouse, no Twitter.
Ele só comentou premiação musical e esnobou indicação ao Oscar.

 

Mitch Winehouse, pai de Amy Winehouse, está prestando homenagem a sua filha, que morreu em 2011, por receber uma indicação póstuma ao Brit Awards 2016, mas não pelo documentário “Amy” ser indicado ao Oscar 2016.

Mitch escreveu em seu Twitter, na quinta-feira (14), um elogio a Amy pelo legado musical que ela deixou para trás.

“Acabei de saber que Amy foi indicada para o Brit [Awards] de melhor cantora britânica. Nós estamos tão orgulhosos de você, baby”, escreveu ele. No mesmo tuíte em que elogiou o Brit Award de Amy, Mitch também expressou seu desgosto pelo longa. “Ainda odeio aquele filme!”

A indicação ao Brit, em que ela vai concorrer com Adele na categoria de artista solo feminina britânica, foi anunciada no mesmo dia em que o documentário “Amy” recebeu uma indicação ao Oscar.

A família de Amy criticou ferozmente o documentário no passado, chamando-o de “desequilibrado” e “enganoso”. O documentário bateu recorde de arrecadação no Reino Unido. Foi o filme de não-ficção local com mais renda da história. O filme rendeu no Reino Unido 519 mil libras (cerca de R$ 2,5 milhões) no primeiro final de semana.

 

Fonte: G1

 

‘Hello’, de Adele, passa 1 bilhão de views mais rápido do que Psy

Cantora inglesa bateu a marca apenas 88 dias após lançamento do vídeo.
Recorde ainda é de ‘Gangnam Style’ com 2,5 bilhões de views no YouTube.

 

Adele quebrou outro recorde: seu videoclipe de “Hello” superou o sucesso “Gangnam Style”, de Psy, e se transformou no clipe a atingir mais rapidamente 1 bilhão de acessos no Youtube.

“Hello” entrou para o exclusivo clube de 1 bilhão de views nesta segunda-feira, apenas 88 dias após seu lançamento.

O recorde anterior pertencia ao sul-coreano Psy, com “Gangnam Style”, que chegou a bilhão de acesso em 2012, após 160 dias.

Psy ainda na frente
Mas “Hello” está longe de chegar ao recorde de “Gangnam Style”. Ele registra 2,5 bilhões de acessos, quase 1 bilhão à frente da segunda colocada, Taylor Swift, com “Blank Space”.

“Hello” foi beneficiada pelo fato de sair um mês antes do lançamento do disco “25”. O álbum “25” quebrou os recordes de velocidade de vendas nos Estados Unidos e Grã-Bretanha desde seu lançamento no final de novembro de 2015.

 

 

Fonte: G1

David Bowie rejeitou parceria com Coldplay: ‘Música não era muito boa’

Chris Martin enviou mensagem para cantor chamando para uma parceria.
Bowie morreu aos 69 anos após lutar contra um câncer por 18 meses.

 

O lendário músico britânico David Bowie, que morreu no dia 10 de janeiro, rejeitou um convite do Coldplay para colaborar com uma música, ao considerar que a canção em questão não “era muito boa”.

Assim reconheceu o bateria do grupo britânico, Will Champion, à revista musical “NME”, ao lembrar a figura do influente artista, que morreu aos 69 anos, provocando reações de tristeza por todo o mundo.

Champion Coldplay, cujo nome não revelou, mas que, aparentemente, tinha “um personagem do tipo de Bowie”, o artista declinou a oferta.

Segundo o bateria do Coldplay, o cantor e líder do grupo inglês, Chris Martin, enviou uma mensagem a Bowie, na qual pedia que participasse da canção. O cantor respondeu, para justificar sua recusa: “Não é uma canção muito boa, não?”.

Longe de causar um desconforto pela reação, os integrantes do Coldplay levaram a rejeição na boa. “Era muito sagaz. Não colocava seu nome em qualquer coisa. Ele tem méritos por isso”, apontou Champion.

O bateria do Coldplay destacou a relevância do cantor. “Quando se está envolvido na música de alguma maneira, ele era um dos pontos de referência de absolutamente tudo, tanto quanto a gêneros, como sobre como ser uma estrela do rock ou do pop”.

“Me senti muito triste quando soube que David Bowie tinha morrido”, disse o guitarrista Jonny Buckland a essa mesma publicação.

 

 

Fonte: G1

Músicos lançam canções contra o ódio

O portal de cultura pop Scream & Yell acaba de lançar o álbum virtual “Temperança – Um manifesto contra o ódio” (Independente, 2016)​. É uma coletânea​ que conta com a participação de 13 cantautores do circuito alternativo do rock nacional. A iniciativa partiu do músico  Dary Jr. (ex-Terminal Guadalupe, atual Dario Julio & Os Franciscanos), ​pantaneiro radicado em Brasília, que também participa da compilação. “Funciona como reflexão sobre o comportamento fascista, de negação do outro, que tornou-se relativamente comum”, explica o cantor e compositor.

Dary Jr. / © Nicole Beraldo

Dary Jr. / © Nicole Beraldo

Tudo começou em meados de 2015, quando Dary trabalhava em canções sobre a necessidade de mais tolerância. No meio do processo, ele imaginou que outros músicos talvez estivessem com a mesma sensação. “Foi aí que abandonei o projeto individual e consultei meus amigos sobre uma tarefa coletiva: lançar uma coletânea com canções contra o ódio e em defesa da coexistência pacífica. Todos toparam​”, lembra​. ​Cada participante bancou sua própria gravação e mixagem.​ O catarinense Fábio Della, radicado em Belo Horizonte (MG), se ofereceu para masterizar as canções.

Camila Barbalho / © Vladimir Koenig

Camila Barbalho / © Vladimir Koenig

O regime colaborativo se estendeu à arte da coletânea, criada e cedida pelo cartunista Benett. O editor do portal Scream & Yell, Marcelo Costa, liberou sua plataforma digital. Disponível no endereço eletrônico http://screamyell.com.br/site/2016/01/04/download-temperanca-2016/​, a coletânea aposta em boas melodias e letras diretas para se contrapor à intolerância que passou a dominar o debate político.​ Como canta a paraense Camila Barbalho, em “O Outro”, que abre o álbum em tom acridoce: “O desejo do outro não é coisa de doente​/O outro não é burro porque pensa diferente​”.​

Diogo Soares / © Eduardo Escariz

Diogo Soares / © Eduardo Escariz

​Já em “Rinocerontes”, o acreano Diogo Soares, ​da banda Los Porongas, bebe na fonte da MPB dos anos 70 para fala​r​ da tragédia de Mariana (MG), da chacina da Messejana, em Fortaleza (CE), ​e ​dos ataques terroristas em Paris e no Quênia. “Esmagando tratos, invadindo escolas, dizimando rios, desfazendo histórias/Só rinocerontes​,​ dignos de glória, loucos pelas ruas, circo sem memória​”, canta o poeta do rock independente​.​ Em “E agora, João?”, o brasiliense Habacuque Lima (Ludov)​ lembra que “um caco de vidro não brota do chão”.

Fabio Della / © Marcos Bellusci

Fabio Della / © Marcos Bellusci

Os momentos de brilho são muitos. Em “Mais do mesmo”, ​o goiano ​Beto Cupertino, ex-Violins​, diz: “Pra cada tudo, uma parte será resto”​.​ ​ O carioca Marcelo Perdido​, ex-Hidrocor, vai fundo na crítica: “Pois ​se​​​ eu nasci foi​ ​preto​/Se gosto de homem mesmo​/​Ou se trago no meu peito palavras de Alá​, oxalá​/ Não ponho o pé pra fora​/Nem compartilho nada​/Zero fotos postadas​/Vocês não vão me achar​”. Dary defende a opção dos músicos: ​”​R​acismo, misoginia​, homofobia ​e intolerância religiosa ​foram ​meio que ​banalizados e ​viraram crimes do cotidiano. ​As canções reagem a isso”.

Habacuque Lima / © Sharon Eve Smith

Habacuque Lima / © Sharon Eve Smith

​O próprio Dary encerra o disco​ com seu pseudônimo solo​, Dario Julio & Os Franciscanos​. É a primeira canção inédita​ do novo projeto​, depois da participação nos tributos a Belchior (“Ainda somos os mesmos”), com “Apenas um rapaz latino-americano”, e aos Engenheiros do Hawaii (“Espelho Retrovisor”), com “Números”. ​A letra de​ “Enquanto ​V​ocê ​R​i” ​pede leveza nas relações: “Uma coisa é o peso que condena/Outra, o que nos faz seguir/Na verdade, sempre vale a pena/olhar para si mesmo e rir”.

​———–​

​Ouça “Enquanto Você Ri”: ​https://soundcloud.com/screamyell/13-enquanto-voce-ri

Ouça “O Outro”: https://soundcloud.com/screamyell/01-o-outro?in=screamyell/sets/temperanca-um-manifesto-contra-o-odio

Ouça “Minha Rua”: https://soundcloud.com/screamyell/02-minha-rua?in=screamyell/sets/temperanca-um-manifesto-contra-o-odio

Ouça “Misérias”: https://soundcloud.com/screamyell/08-miserias?in=screamyell/sets/temperanca-um-manifesto-contra-o-odio

Para ouvir ou baixar a toda a coletânea: http://screamyell.com.br/site/2016/01/04/download-temperanca-2016/

Arquivos anexos: fotos de artistas participantes e cópia da arte da capa da coletânea, uma criação do cartunista Benett.

Contato: temperanca2016@gmail.com

Em dia de aniversário, está aí o novo disco de David Bowie

David Bowie completa esta sexta-feira 69 anos de idade mas é o artista que oferece uma prenda aos fãs. “Blackstar” é o mais recente trabalho de David Bowie, mais uma autorreinvenção do cantor que, desta vez, vem acompanhado de um quarteto.

Gravado no estúdio The Magic Shop, no bairro do Soho, em Nova Iorque, «Blackstar» teve produção do próprio Bowie e de um velho amigo, o consagrado Tony Visconti que, no passado, já havia produzido importantes álbuns de Bowie, como por exemplo os históricos «Diamond Dogs» (1974), «Young Americans» (1975), «Low» (1977) ou «Scary Monsters (And Super Creeps)» (1980).david-bowie-cantor-aladdin

Este novo trabalho representa mais uma autorreinvenção de Bowie, agora acompanhado de nova banda: um quarteto liderado pelo saxofonista Donny McCaslin.

Ao contrário da inteira surpresa do regresso, há três anos, com o álbum «The Next Day», também editado no seu dia de aniversário em 2013, «Blackstar», editado esta sexta-feira, não constitui um acontecimento inesperado na longa carreira de David Bowie.

Ainda em 2014 foi editado o tema “Sue (In a Season Of Crime)”, que assinalou o Record Store Day desse ano (17 de Novembro), agora regravado. Já no ano passado foi editado em single, no dia 20 de novembro, o tema título “Blackstar”. O segundo single, “Lazarus”, foi editado em 17 de dezembro de 2015 e o vídeo estreou esta quinta-feira.

O álbum «Blackstar» contém sete temas muito diversos uns dos outros, espalhados por pouco mais de 40 minutos de música.

Neste novo disco abre-se novamente espaço ao experimentalismo e à improvisação. Encontram-se texturas Free-Jazz pós-modernas, som industrial, ambiente progressivo e Soul eletrónica. Mas as liberdades sónicas não apagam a marca identitária que Bowie sempre apresentou em meio século de carreira a solo.

As letras das novas canções de Bowie falam de pássaros azuis, filhos pródigos e corpos celestes, entre outras paisagens, com maneirismos vocais que, não poucas vezes, fazem reemergir a figura lendária de Scott Walker.

Nas palavras do produtor Toni Visconti, “um álbum de Bowie é quase tão complicado como a galáxia em que nós vivemos.”

Com contornos conceptuais, o álbum «Blackstar» começou a dar os primeiros passos em junho de 2014, com várias sessões de gravação, que terminaram em março do ano passado.

Hoje, dia 8 de janeiro de 2016, é editado o álbum «Blackstar» de David Bowie, o vigésimo quinto registo de originais do autor de “Changes”.

Guns N’ Roses: Coachella confirma banda de Slash e Axl Rose no festival

Imprensa dos EUA fala em formação original do grupo; evento é em abril.

 

Os grupos Guns N’ Roses e LCD Soundsystem, que estão entre os mais influentes das últimas décadas, voltarão aos palcos em abril, no Festival de Coachella, anunciou a organização do evento nesta segunda-feira (4).

Coachella, que acontece no deserto californiano a 200 km de Los Angeles durante dois fins de semana consecutivos em abril, confirmou as participações após muitos boatos.

De acordo com a imprensa americana, o Guns N’ Roses volta com a formação original. Se de fato ocorrer, serão as primeiras apresentações da versão “clássica” do grupo desde o fim da turnê “Use Your Illusion” em Buenos Aires em 1993.

O Guns N’ Roses, no entanto, não acabou. Na verdade, continou fazendo shows intermitentes nas últimas décadas, mas sem a presença de Slash e contando apenas com Axl Rose como integrante original.

Os shows do grupo em Coachella estão programados para os dias 16 e 23 de abril.

A banda, responsável por hits como “Welcome to the jungle” e “Sweet child o’ mine”, reinou no cenário do “hard rock” de 1987 a 1993 e vendeu quase 100 milhões de álbuns.

O LCD Soundsystem, grupo de Nova York e com grande influência na cena da música eletrônica dos anos 2000, tem apresentações programadas para 15 e 22 de abril.

US$ 3 milhões e reconciliação

No final de abril, quando noticial a possível volta do Guns N’ Roses para o Coachella, a revista americana “Billboard” informou ainda que a banda tem um show marcado na nova Las Vegas Arena, e estariam negociando outras datas em estádios.

De acordo com a pulicação, o Guns está cobrando US$ 3 milhões (R$ 11,6 milhões) por cada show com Axl e Slash e provavelmente outros músicos da formação original.

Em agosto do ano passado, Slash havia confirmado a reconciliação com Axl Rose. “Já estava provavelmente passando da hora, sabe? Mas está legal agora. Você sabe, deixar aquela negatividade, aquelas coisas negativas que estavam acontecendo por tanto tempo”, disse o guitarrista ao jornal sueco “Aftonbladet”.

Slash deixou o Guns em 1996 e desde então trocava declarações negativas com Axl na imprensa. Em 2009, Axl disse que Slash era “um câncer que deveria ser removido”.

Slash faz tributo a Lemmy, na virada

Slash foi atração ao lado da banda Myles Kennedy And The Conspirators no House Of Blues de Las Vegas, em Nevada, neste 31 de dezembro.

O guitarrista prestou um tributo a Lemmy Kilmister, que morreu no último dia 28 de dezembro, tocando um dos clássicos do Motörhead, “Ace Of Spades”.

Utilize o player abaixo e curta a performance com os vocais de Todd Kerns, baixista do Myles Kennedy And The Conspirators.

Lembrando que Slash utilizou suas redes sociais nesta virada de ano para dizer que 2016 será um ano bastante movimentado para ele, o que pode significar seu retorno ao Guns N´Roses.

 

Michael Jackson quebra recorde póstumo com ‘Thriller’

Disco bateu marca de mais de 30 milhões de cópias vendidas nos EUA.

Mesmo depois de morto, Jackson conseguiu quebrar um novo recorde: seu álbum “Thriller” vendeu mais de 30 milhões de cópias nos Estados Unidos.

A associação da indústria fonográfica dos Estados Unidos anunciou que esta obra de 1982 virou primeira a obter “30 vezes o disco de platina”, que se é concedido a cada milhão de cópais vendidas.

Isso significa que um em cada dez americanos tem uma cópia de “Thriller”.

“É um êxito excepcional e testemunha como ‘Thriller’ conseguiu um lugar duradouro em nossos ouvidos e em nossa história musical”, assinalou Cary Sherman, presidente da organização em um comunicado.

“Thriller” foi considerado um grande avanço na comercialização e promoção da música, pois o “Rei do Pop” aprovetou as possibilidades do então nascente canal MTV para promover suas músicas com clipes muito populares.

 

 

title_goes_here