Músico diz que gostaria de ter feito último show com o baterista Bill Ward

Black Sabbath não deve mais retomar as atividades, pelo menos é o que garante Ozzy Osbourne.

Desde que fez a sua turnê de despedida, a lendária banda britânica de Heavy Metal tem sido bastante instável em relação às opiniões de novos retornos, sendo que principalmente Ozzy e o guitarrista Tony Iommi uma hora falam que não voltarão e depois dizem que a possibilidade existe.

No mais recente capítulo dessa história, Osbourne conversou com a revista Rolling Stone e foi categórico ao dizer: “Pra mim não dá mais. Acabou.”

Reunião do Black Sabbath

Ao falar sobre o assunto, Ozzy citou um arrependimento porém, e falou sobre como gostaria de ter dado adeus com o baterista Bill Ward:

“A única coisa da qual eu me arrependo é não ter feito o último show em Birmingham com Bill Ward. Eu me sinto realmente mal por isso. Teria sido tão legal. Eu não sei quais foram as circunstâncias, mas teria sido tão bacana. Eu conversei com ele algumas vezes, mas eu não tenho o mínimo de interesse de fazer mais um show.”

No passado, o baixista Geezer Butler também falou que gostaria de um último show com Bill Ward.

Vale lembrar que quando a banda anunciou seu retorno com a formação clássica e inclusive gravou um disco em 2013, o elogiado 13, Ward ficou de fora da reunião e os motivos oficiais variaram: teve gente dizendo que as questões foram contratuais, enquanto outras pessoas afirmaram que havia dúvidas em relação à capacidade de que o músico conseguiria se apresentar com a banda.

Brad Wilk, baterista do Rage Against The Machine, foi quem assumiu as baquetas no álbum.

FONTE: www.tenhomaisdiscosqueamigos.com