Nessa semana foi divulgado o resultado da autópsia de Chester Bennington, vocalista do Linkin Park que suicidou-se em 21 de julho de 2017. Segundo informações divulgadas pelo site TMZ, na autópsia do corpo foram encontradas substâncias, ou seja, Chester Bennington tinha drogas e álcool em seu organismo no momento da morte.
A notícia chocou os fãs que assim como a a própria banda, ficaram revoltados com a divulgação do resultado dos exames toxicológicos.

Autópsia de Chester Bennington

De de acordo com o TMZ, Chester tinha consumido álcool e ecstasy em pequenas quantidades antes do suicídio, cometido com um cinto de couro em volta do pescoço e no quarto que foi encontrado, haviam medicamentos para insônia e garrafas de cerveja vazias.
Vale lembrar que Chester estava em tratamento para a depressão e há alguns meses sóbrio.
Dias antes do suicídio o astro participou junto com a banda do Carpool Karaokê, relembre aqui.