“De certo modo, é como manter uma chama acesa”, disse o guitarrista do Guns N’ Roses.
Imagem relacionada
Em entrevista ao programa de rádio polonês Wirtualna Polska, Slash revelou não achar problema em pessoas que vestem camisetas de bandas que não conhecem.
“O mais engraçado, para mim, é ver todos esses jovens usando camisetas do CBGB, sem fazer ideia do que é. De certo modo, é como manter uma chama acesa”, contou o guitarrista do Guns N’ Roses.
Imagem relacionada
E acrescentou: “Pode estar na moda para alguns, e transmitir alguma mensagem, mas de qualquer forma, mantém viva a marca da banda, então é legal. Não dá para ficar bravo com as pessoas por usarem camisetas que elas acham bonitas, apesar de não conhecerem a banda que está estampada.”
Imagem relacionada
Slash já havia admitido lembrar de poucos detalhes dos anos 1980, mas contou recentemente em entrevista ao site Kerrang, que seu grande problema se deu durante os anos 2000, quando integrou o Velvet Revolver.
Resultado de imagem para slash velvet revolver
Foi nesse período que o guitarrista se viu próximo da morte e esteve muito perto do fundo do poço. “Tive experiências o bastante depois das quais a maioria das pessoas diriam: ‘OK, vou parar com isso.’ Esses momentos não me davam medo, contudo. E, apesar disso, eu consegui me manter funcionando e seguindo em frente.”
 
Fonte: Revista Rolling Stone Brasil

Ouça a 91 ROCK