Em entrevista, o guitarrista Kim Thayil (fotot abaixo) falou sobre o processo “bem cansativo” de conseguir os direitos de demos gravadas pelo vocalista com o resto da banda.

Em uma entrevista ao site Music RadarKim Thayil, guitarrista do Soundgarden, falou sobre as composições que a banda começou a produzir antes da morte de Chris Cornell em 2017, e também sobre uma possível homenagem ao vocalista.
De acordo com o músico, os integrantes querem os direitos das gravações demo feitas pelo cantor, e que ainda nunca foram usadas, para incorporá-las às faixas do novo disco.
“Apesar de serem apenas demos, a qualidade é muito boa”, disse Thayil sobre o material registrado por Cornell com os outros membros do Soundgarden em um estúdio caseiro.
O guitarrista disse que essa iniciativa de usar as composições começou há dois anos, mas não se concretizou porque a banda não possui essas demos. “Nós temos cópias, mas precisamos dos arquivos originais para conseguir completar as faixas e terminar o álbum”, disse.
Ele disse também que o processo de adquirir os direitos para usar essas gravações feitas por Chris Cornell tem sido “bem cansativo”. “Já pedimos de forma gentil, e explicamos que todos os envolvidos se beneficiarão com isso”, contou. Mesmo assim, Thayil disse parecer “haver uma grande confusão sobre o que tudo isso implica, como funciona e quem vai se beneficiar”.
Só resta aos fãs torcerem para dar tudo certo, e que esse tão aguardado disco finalmente veja a luz do dia, porque pela descrição dada pelo guitarrista, parece ser algo imperdível, com elementos psicodélicos, baladas groovy, algumas músicas tristes e outras ainda bem pesadas.
 
Fonte: Revista Rolling Stone Brasil

Ouça e curta a 91 ROCK