Em uma entrevista, o Príncipe das Trevas também falou sobre a era digital da música: “O que é Spotify? Eu pensava que era uma doença de pele”.

Esse tem sido com certeza o pior ano da vida de Ozzy Osbourne. Longe dos palcos e com uma frequência frustrante de visitas ao hospital, o músico já deu várias entrevistas nos últimos meses, e em todas elas deixou claro o ódio que sente por 2019.
Mas o jogo está prestes a virar! Recentemente, em uma conversa com o The Sun, ele revelou que tem um disco inédito pronto, e contou como produzir o trabalho o ajudou a dar a volta por cima.
Show do Ozzy Osbourne no Brasil
Segundo o Príncipe das Trevas, além de ser “o melhor álbum que já fiz”, o processo de gravar também contribuiu para que ele conseguisse sair de um momento no qual estava “largado na minha autopiedade”.
A ideia do disco surgiu um tempo depois dele ser convidado a participar de Hollywood’s Bleeding, novo do rapper Post Malone.
“Eu nunca tinha ouvido falar desse garoto”, contou Osbourne. “Ele queria que eu cantasse na música ‘Take What You Want‘, aceitei, e aí uma coisa levou a outra. Comecei a gravar o novo disco com o produtor do Post MaloneAndrew Watt“, detalhou.
E ainda acrescentou: “São só nove faixas, mas foi um catalisador para eu chegar onde estou hoje […] Antes de começar a fazer o disco, achei estava morrendo”.
Dessas nove canções, o texto publicado pelo The Sun já confirmou o título de uma: “Ordinary Man“, e também a informação de que o novo trabalho foi finalizado em quatro semanas.
ex-Black Sabbath também opinou sobre a era digital da música: “É tudo baseado nos downloads e streamings agora. Que po**a isso significa? O que é Spotify? Eu pensava que era uma doença de pele.”
Ainda não há data de lançamento para o disco.
 
Fonte: Revista Rolling Stone Brasil

Ouça e curta a 91 ROCK