Banda afirmou que cervejaria vendia também camisetas, adesivos e bandanas com nome deles.

Guns N’ Roses decidiu fechar um acordo no processo de infração de direitos autorais contra a cervejaria  Colorado Oskar Blues, que vendia uma cerveja chamada “Guns N’ Rosé” sem permissão dos músicos. Em um documento divulgado nesta segunda, 12, pelo advogado da banda, ambas as partes concordaram em fazer acordo no dia 31 de julho, e fazem agora rascunho escrito do acordo judicial, informa a Reuters.

No processo original, datado de 9 de maio, a banda – incluindo os membros clássicos Axl RoseSlash e Duff McKagan – argumentou que a cervejaria “não devia ter permissão para continuar a venda de produtos que intencionalmente se baseiam na boa vontade, prestígio e fama do Guns N’ Roses sem a permissão, licença ou consentimento da banda.” O grupo destacou que a companhia vendia merchandise como camisetas, adesivos e bandanas ilegalmente.

 

Nesse meio tempo, Guns N’ Roses acrescentou mais datas à sua extensa turnê de reunião. Nos Estados Unidos, a Not in This Lifetime começa na Carolina do Norte no dia 25 de setembro e termina em Las Vegas nos dias 1 e 2 de novembro. Os integrantes clássicos da banda (Rose, Slash e McKagan) participam da turnê, que originalmente aconteceu de abril de 2016 até dezembro de 2018.

Slash confirmou em uma entrevista recente ao Rock Cellar que o Guns N’ Roses estão “apenas começando” a trabalhar no disco que segue Chinese Democracy (2008); o trabalho será o primeiro, desde 1993, a contar tanto com o guitarrista quanto com McKagan. 

Fonte: Revista Rolling Stone Brasil

Ouça e curta a 91 ROCK