Joe Cocker

O cantor Joe Cocker, nascido em 1944, começou sua carreira logo aos 15 anos. Usando o nome artístico Vance Arnold, ele integrou grupos como The Avengers e Big Blues, no começo da década de 60. Em 1969, Joe Cocker fez uma lendária apresentação no programa The Ed Sullivan Show. No mesmo ano, veio o primeiro grande sucesso do cantor, uma versão para “With A Little Help From My Friends”, do Beatles. A música foi um dos pontos altos de sua apresentação no festival Woodstock.

O primeiro disco de Joe Cocker foi lançado em 1969, contando com várias covers de artistas com Beatles e Bob Dylan. Com o álbum ainda chegando nas lojas, o cantor tocou no festival Woodstock, que também contou com The Who e Jimi Hendrix. Seguindo os parâmetros do primeiro disco, ainda em 69 é lançado o álbum Joe Cocker, repleto de versões de outros artistas. Em 1972, o cantor lançou seu 3º registro de estúdio, que também leva seu nome.

Joe Cocker entrou na década de 70 fazendo diversos shows, que resultaram no disco ao vivo Mad Dogs and Englishmen, baseado em composições de outros artistas. Nesta época, Cocker teve problemas de relacionamento com o pianista Leon Russel, além de enfrentar o cansaço da estrada, o que resultou em um estado depressivo que levou o cantor ao consumo excessivo de álcool. Enquanto isto, diversas músicas do álbum entraram nas paradas de sucesso americanas.

Após passar por um momento conturbado em sua carreira, Joe Cocker entrou na década de 80 conseguindo grande sucesso com diversos singles. No Brasil, o cantor ficou famoso por ter seus temas em trilhas sonoras de algumas novelas, e principalmente com “With a Little Help from My Friends”, música tema do seriado Anos Incríveis, que passou no país até a década de 90. Outro grande trunfo do vocalista foi sua releitura de Never Tear Us Apart da banda canadense INXS.

O mais recente trabalho de Joe Cocker é o disco Fire It Up, que chegou as lojas no final de 2012. O trabalho conta com 14 músicas, todas compostas por parceiros do cantor, seguindo a tradição de Cocker, que sempre foi conhecido por ser um grande intérprete. O último disco do vocalista que teve uma composição sua foi Organic, de 1996.